Felipe Fulanetto

Santidade, impulso missionário

A SEGUNDA PESSOA DA TRINDADE

A SEGUNDA PESSOA DA TRINDADE

 

“No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” (João 1:1)

A essência do cristianismo é a pessoa de Cristo, e isso é inquestionável. O apostolo João demonstra em seu evangelho que Jesus não era apenas um rabino ou profeta, mas o próprio Deus encarnado.

A religião cristã está baseada totalmente na pessoa de Jesus Cristo. O judaísmo pode sobreviver sem Moisés; o budismo, sem Buda; o islamismo, sem Maomé; o cristianismo, porém, não pode sobreviver sem Cristo. A razão disso é que, ao contrário da maioria das outras religiões mundiais, o cristianismo é a fé em uma pessoa, um indivíduo histórico genuíno - e ao mesmo tempo um indivíduo especial, que a igreja considera não só humano, mas também divino.

Jesus é a união perfeita do Deus Santo, em sua magnitude, grandeza e força, com o corpo humano, que expressa a nossa simplicidade, pequenez e debilidade. Jesus é o Deus encarnado, a Segunda Pessoa Trindade.

Jesus, o verbo encarnado, é a representação do amor divino para a humanidade; Ele é o “sim” de Deus para a reconciliação; Ele é o “não” divino para o pecado; Ele é a santidade aniquilando a iniquidade; Ele é o paradoxo divino do Deus-homem; Ele é o cordeiro para propiciação divina e expiação de pecados; Ele é simplesmente Deus amando sacrificialmente a humanidade.

Em nenhuma lenda ou crença religiosa existe um deus que por amar tanto a sua criação se materializou com o objetivo de padecer, sofrer e morrer, em prol daqueles que o rejeitaram, o ignoraram e escarneceram. O Buda, Maomé, os Faraós, Bahá'u'lláh, Zaratustra, Mahatma Gandhi e outros ícones da fé de milhões, simplesmente, nenhum deles professaram morrer pelos pecados de alguém. Em contrapartida, o Servo sofredor, aquele que se humilhou, se rebaixou e foi obediente até a morte de cruz, tornou-se para nós o cordeiro imolado que nos trouxe a salvação eterna. Ou simplesmente, como eu o chamo carinhosamente: Jesus é o meu Amigo Fiel.

 

Pr. Felipe Fulanetto

 

 

Home Estudos Editorial A SEGUNDA PESSOA DA TRINDADE

Rede Social